ABNT

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS

Esta norma especifica os requisitos para a pintura de produtos semiacabados e produtos finais do alumínio e suas ligas.

Ela apresenta os requisitos para avaliação dos produtos acabados.

NBR 14127 – Determinação da resistência ao impacto da película seca de tintas e vernizes

Através da utilização de um aparelho específico, utilizamos uma chapa como um corpo de prova confeccionado seguindo os padrões do processo. Este corpo de prova é colocado no aparelho onde é solto um peso-padrão de uma certa altura (para cada acabamento de tinta possui uma altura) onde ao bater na chapa o penetrador apresenta uma deformação no metal. Para avaliação do corpo de prova deve ser feito uma verificação a olho nu, onde não deve apresentar falhas como fissura ou desplacamento.

NBR 14615 – Determinação da flexibilidade do revestimento orgânico – Método do mandril cônico

Confeccionar um corpo de prova seguindo os padrões do processo. Utilizar um mandril cônico. Posicionar o corpo de prova de modo que a extremidade fique junto a extremidade do diâmetro menor. Mover a alavanca até dobrar o corpo de prova. Imediatamente após o teste, avaliar a olho nu a presença ou não de fissuras na película.

NBR 14622 – Determinação da aderência da pintura – Método de corte em X e corte em grade

Teste utilizado para avaliar a aderência de qualquer tipo de pintura sobre a superfície do alumínio. No teste de grade é utilizado um conjunto de seis gumes com distância de 1 mm entre os gumes. São feitos cortes na diagonal e transversal sobrepondo os mesmos. Na área de encontro destes cortes deve se colocar uma fita adesiva, semitransparente e filamentosa. Após pressionar a fita nas áreas de corte, remover a fita no intervalo de 1 à 2 minutos, puxando de maneira firme e continua em ângulo mais próximo à 180 graus. Avaliar o resultado seguindo a tabela específica apresentada na norma. Os resultados deverão ser expressos seguindo os códigos (Gr 0; Gr 1, Gr2; Gr3 e Gr4).

NBR 14682 – Determinação da aderência úmida de revestimentos – Método da panela de pressão

Teste utilizado para avaliar a aderência úmida da tinta sobre o alumínio. Utilizando um corpo de prova que deve ser confeccionado seguindo os padrões do processo, realizar o ensaio uma hora após a polimerização. Colocar o corpo de prova dentro de uma panela de pressão específica fixada na posição vertical. Adicionar água desmineralizada até atingir a metade do corpo de prova a ser ensaiado. Colocar a tampa e aquecer após atingir a pressão aquece por 1 hora. Eliminar a pressão e retirar o corpo de prova. Após esfriar e estar em temperatura ambiente fixar uma fita adesiva filamentosa. Após 1 min., puxar a fita manualmente m ângulo de 45 graus, com tração forte e uniforme. O corpo de prova não pode apresentar desplacamento nem bolhas.

NBR 14905 – Determinação da resistência à corrosão por exposição à névoa salina acética do revestimento orgânico de tintas e vernizes

Esta norma trata do método de avaliação à resistência a corrosão. Este ensaio deve ser realizado em três corpos de prova, podendo ser chapas ou perfis de alumínio. Deverão fazer uma incisão em cruz de (90 graus) com largura de 1 mm e comprimento de 100 mm, até atingir o metal. Estes corpos de prova deverão ser colocados em uma câmara de ensaio e exposto em uma solução de névoa salina acética durante um período de 1000 horas. As infiltrações nos corpos de prova não devem exceder 4 mm para qualquer um dos lados da incisão. Utilizar a tabela para verificação de aprovação dos corpos de prova.